Me Liberte.


Teu sangue escorrendo.
Pela minha garganta queimando.
Lembranças se dissolvendo.
Lágrimas de teus olhos brilhando.

Ouço teu grito pela última vez.
Mas tua imagem em minha mente permanece.
Sorrindo te dou adeus.
Que na vasta escuridão se esquece.

Como se não mais houvesse o amanhã.
Como se todo o sempre morresse.
Nenhuma sombra de remorso.
Nenhuma gota de compaixão comparesse.

O adeus fora dado.
De uma maneira fria e calculista.
Espero sinceramente que você morra.
E de uma vez por todas que eu desista.

7 )*Comentários.:

My bLoOgGer disse...

Porra... esse foi o melhoor
muito foda a riima dele bora cifra bora cifra UAHUAHUAHA

Eduardo disse...

Milindrosamente milindroso
Que bom que vc não perde o toque :)
Continue assim :D

Nαndα disse...

O mais legal nesse é que além de os versos combinarem perfeitamente,
um foi ficando mais profundo do que o outro.
E nos dois últimos uááá
nem se fala! Até deu pra sentir...
Ficou massa Beta \,,/

Nathaly disse...

Muito forte eu diria!Mais diria mais,acho q todos nos temos uma guerra dentro de nos mesmos..que constuimos conferme as coisas acontecem na nossa vida..principalmente com pessoas que nos ensina da pior maneira a lidar com todos os sentimentos..e quando paramos para pensar nao lembramos quando,como ou pq deixamos invadirem nosso mundo.
Qndo achamos que sabemos tdas as respostas vem a vida e muda todas as perguntas *

Julio - Bentão disse...

Esses sentimentos são tão doces e tão sombrios de se apreciar, mas ao mesmo tempo instigantes e nos deixam com vontade de sempre querer mais...

-Leo- disse...

Simplesmente profundo, é de deixar qualquer um pasmo. Um ótimo poema lhe dou meus mais sinceros parabéns.

B4e disse...

Tu é foda...